Pesquisa na UFRJ sobre Alzheimer ganha destaque na Nature Medicine

Pesquisadores brasileiros, coordenados pela neurocientista do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ Fernanda De Felice, identificaram que a irisina, um hormônio produzido pelos músculos durante a prática de exercícios, protege o cérebro e pode ajudar a prevenir e até mesmo reverter ou estacionar os sintomas da doença de Alzheimer. Fernanda recebe apoio da FAPERJ por meio do programa “Cientista do Nosso Estado”. O trabalho foi publicado no periódico “Nature Medicine”.

Mais informações: http://www.faperj.br/?id=3687.2.7

 

Fonte: FAPERJ.

Anúncios

Brasil lança plano contra superbactérias e hospitais racionalizam antibióticos

Tendo em vista a existência de micróbios capazes de sobreviver aos antibióticos mais poderosos já criados, cresce a preocupação dos cientistas em relação ao número vertiginoso de mortes de pessoas acometidas por infecções causadas por tais organismos nas próximas décadas.  

Hospitais, médicos, governo e indústria farmacêutica se unem em prol desta causa. Pesquisas alertam para os perigos de tratamentos com antibióticos de forma incorreta ou desnecessária que acabam por ocasionar a resistência ao medicamento. A conclusão a que diversos setores chegaram é que é necessário racionalizar o uso das drogas.  

Para conhecer algumas iniciativas existentes que têm como intuito frear o crescimento desse cenário, clique aqui.

 

Fonte: Folha de São Paulo.

Diga NÃO ao lixo plástico!

15281282305b1562e629049_1528128230_1x1_md

Já pensou em como reduzir o lixo plástico no seu dia-a-dia? Aqui vão algumas dicas simples, mas que fazem toda a diferença!

1. Usar ecobags na hora das compras;

2. Optar pelo uso de canudos de metal ou bambu;

3. Evitar utilizar copos plásticos, tendo sua própria garrafinha/caneca sempre à mão;

Segundo pesquisa realizada pelas ONGs The Plastic Straw , Earth Day e WorldWatch, com essas atitudes você terá deixado de descartar 45 kg de plástico. Faça o que está ao seu alcance para livrar sua vida e o planeta da poluição plástica!

Fonte: Believe Earth

Teste usa isca açucarada para combater parasita que causa a leishmaniose

Com o avanço da Leishmaniose no Brasil, a Fiocruz vem apostando em um novo caminho contra a doença: em vez de atacar o inseto transmissor do parasita, a ideia é combater o próprio parasita dentro do intestino do inseto. Foram realizados testes com compostos orgânicos como a mandelonitrila, presente em frutos e sementes e os resultados foram promissores.  

Para saber mais sobre os desdobramentos desta pesquisa, clique aqui.

Fonte: Folha de São Paulo.

Infecções por superfungos serão mais comuns, diz pesquisador

As infecções hospitalares causadas por fungos multirresistentes devem se tornar cada vez mais comuns, segundo o pesquisador do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo João Nóbrega de Almeida Jr.

Segundo o pesquisador, o fungo só é capaz de afetar pessoas com o sistema imunológico comprometido e, em casos de fungos mais ameaçadores, pacientes em situação delicada de internação. No entanto, caso a contaminação aconteça, a letalidade é de mais de 80%.

Na opinião de Almeida Jr., laboratórios ainda não estão aptos a identificar tais fungos.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: R7.

 

Fiocruz lança formação modular com sete cursos online sobre Ciência Aberta

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está lançando o primeiro microcurso de Formação em Ciência Aberta, que será oferecido através do Campus Virtual Fiocruz. A iniciativa integra as estratégias da Fundação para apresentar à comunidade o movimento da Ciência Aberta, suas diversas práticas, expectativas e controvérsias. Os cursos são gratuitos e as inscrições já estão abertas.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: Portal Fiocruz.

 

Oportunidade de Pós-doutorado no Instituto Butantan

O Projeto Temático “Desenvolvimento de vacinas baseadas em BCG recombinante: Tuberculose, Pertussis, Pneumococo e Schistosoma” tem uma oportunidade de pós-doutorado, com bolsa da FAPESP, aberta no Instituto Butantan. O prazo de inscrição se encerra no dia 31 de dezembro de 2018. O objetivo da participação do bolsista em tal projeto será aprofundar a caracterização imunológica de vacina contra tuberculose.

Para mais informações sobre a vaga, clique aqui.

Fonte: Agência FAPESP.

 

 

 

Exposição “Outbreak: epidemias em um mundo conectado” na Praia do Leme

Desenvolvida pelo Museu Smithsonian de História Natural, a exposição “Outbreak: epidemics in a connected world” estará na Praia do Leme a partir deste sábado, dia 15 de dezembro. O objetivo é alertar a população sobre questões importantes relacionadas a doenças infecciosas e como elas se espalham no cenário atual, em um mundo cada vez mais conectado. A entrada é gratuita. Aproveite essa oportunidade!

image (1)